PONTO ELETRÔNICO

Por 25 de fevereiro de 2016 Notícias One Comment
Pte Ele

A possibilidade de implantação, nas unidades de saúde federal e estadual, do controle de jornada através do ponto eletrônico vem suscitando vários debates entre os profissionais da enfermagem fluminense. Dentro da pirâmide da saúde, auxiliares de enfermagem, técnicos e enfermeiros somam a maior categoria de trabalhadores, embora a remuneração não seja numericamente proporcional à importância que a classe deveria ter. Devido à defasagem salarial, a grande maioria dos profissionais da enfermagem precisa ter dois empregos, conforme demonstrado pela pesquisa “Perfil da Enfermagem Brasileira”, divulgada em 2015. Este é um dos motivos pelos quais o ponto eletrônico não é bem vindo nas unidades de saúde públicas, principalmente pelos trabalhadores da enfermagem. A implantação deste método de controle de frequência também seria prejudicial às práticas de trocas de plantão e folgas autorizadas assim como as compensações de carga horária tão amplamente utilizadas pela equipe para não prejudicar a assistência ao paciente.
Impor o ponto sem dialogo com os funcionários é um desrespeito! Para as medidas serem adotadas, precisam ser debatidas entre as autoridades gestoras e as entidades de classe que representam os trabalhadores. E, caso venham a ser implantadas, que seja para todas as categorias funcionais e se estenda a todos níveis , inclusive para as chefias.
Auxiliares de enfermagem, técnicos e enfermeiros são profissionais dedicados e responsáveis. Portanto, é necessário que sejam respeitadas as poucas conquistas legais da categoria, como o duplo vínculo e a jornada de 30 horas. Se o ponto eletrônico for de fato implementado, mais uma vez os profissionais da Enfermagem são os que mais serão penalizados e com certeza, os primeiros a engrossar a estatística de desempregados do País.

Um Comentário

  • Marcia Mello disse:

    Todos precisam entender que o profissional da saúde, principalmente a enfermagem, por conta dos salários, trabalha em dois ou mais empregos. Sabemos também que muitas vezes, faltando minutos para acabar o plantão Surge um paciente grave. A enfermagem enfrenta adversidades constantes, não dá para apertar um botão e parar um plantão, é impossível prever como será aquele dia de trabalho, planejar o serviço para terminar a hora que quiser…a enfermagem não trabalha com papel ou máquinas. #sóacho.

Comente