ENTIDADES SE MOBILIZAM CONTRA ATAQUES CORPORATIVISTAS À OBSTETRIZES E ENFERMEIROS OBSTÉTRAS

Por 24 de fevereiro de 2016 Notícias Sem comentários
ENFERMAGEM OBSTÉTRICA

A enfermagem é a maior categoria da área de saúde no País. São mais de 2 milhões e meio de profissionais, dentre estes, milhares de enfermeiros obstétricos e obstetrizes. São profissionais competentes, capacitados, com sólida formação acadêmica e que acreditam no parto humanizado, contribuindo para que o Brasil saia do topo da lista como o País que mais realiza cirurgias cesarianas. Portanto, não é cabível que a Federação Nacional dos Médicos se posicione contrariamente, numa clara atitude de reserva de mercado, contra a Resolução da ANS que regulamenta o credenciamento obrigatório de enfermeiros obstétricos e obstetrizes pelos planos de Saúde Suplementar. Como profissional da Enfermagem, pela qual atuo legislativamente no Parlamento do Estado do Rio de Janeiro, apoio as manifestações do Cofen – Conselho Federal de Enfermagem – e das demais entidades representativas da categoria, em repúdio à FENAM pela posição corporativista. Faço aqui um chamamento para que Abenfo, Cofen e Aben , em defesa dos trabalhadores da enfermagem, promovam um grande encontro para discutir a elaboração de propostas a serem encaminhadas ao Congresso, que desvinculem a atuação de enfermeiros obstétricos e obstetrizes à presença de um médico no exercício do ofício em fazer florescer a vida. Leia no link nota de repúdio do Cofen: www.cofen.gov.br/cofen-repudia-ataque-corporativo-a-enfermagem-obstetrica_37682.html

Comente