SOBRE A SAÚDE E O SUS

Por 16 de junho de 2016 Notícias Sem comentários
DEPUTADA REJANE 23.05

As mais recentes declarações do Ministro interino da Saúde de que o SUS “não cabe” no Estado Brasileiro e que terá que ser “adequado”, causam revolta nos defensores incondicionais do Sistema Único de Saúde. E como defensora que sou do SUS, acredito que este Governo Interino quer na prática, implantar um projeto no País onde os direitos sociais NÃO têm prioridade e estão subordinados aos interesses econômicos. É uma demonstração clara de retrocesso, pois acabar com uma das principais conquistas sociais, fruto da luta do povo brasileiro, é uma perversidade. Declarar que o Brasil não tem capacidade financeira para oferecer saúde para todos é simplesmente escolher qual brasileiro terá seu direito constitucional garantido!!!! Entre as medidas para justificar o fim do SUS, está em curso a aprovação da PEC 451, que prevê a obrigatoriedade de contração de planos de saúde pelas empresas, com forte impacto setorial, agravando o subfinanciamento do SUS. Inaceitável. O atual Ministro da Saúde, deputado Ricardo Barros, teve sua campanha financiada por empresários do setor privado da saúde..Outra medida que encaminha o SUS à extinção foi a aprovação pela Câmara da PEC que aumenta para 30% o percentual das receitas da União que podem ser usadas livremente. Isso automaticamente faz com que diminuam as verbas destinadas à programas prioritários à população, como a Saúde!!!

Ainda dentro deste processo de desmonte do SUS, o Ministro Ricardo Barros exonerou SETE dirigentes do Departamento de Auditoria do Sistema Único de Saúde, em retaliação ao documento aprovado durante o congresso do Conselho Nacional dos secretários Municipais de Saúde, em Fortaleza. Os auditores lançaram a “Carta de Fortaleza em defesa do SUS”, dirigida aos Governos, Gestores e Sociedade, na qual se posicionam contra as Propostas de Emendas Constitucionais que cortam recursos do orçamento destinados à saúde. O DENASUS é também o departamento do Ministério que mais contribui no combate à corrupção na saúde!!!

É notório que o SUS vem sobrevivendo com muitas dificuldades, hospitais sucateados, privatização das unidades, precarização de serviços, desvios de recursos, todos que utilizam o SUS reconhecem suas deficiências, mas não estão dispostos a abrir mão dos seus serviços. Mantendo essa mobilização em defesa do SUS, pois este não pertence ao governo, mais sim ao povo brasileiro, trabalhadores e usuários do Sistema Único de Saúde, movimentos sociais e sindicais ocuparam o Ministério da Saúde no RJ. Meu mandato e o PCdoB presentes!!! Não podemos aceitar que o governo interino de Michel Temer acabe com a SAÚDE PÚBLICA, um direito constitucional e UNIVERSAL de todos os brasileiros, impondo cortes para garantir um ajuste fiscal sob alegação de crise econômica!!

Precisamos avançar e não retroceder!

Comente