ESTADO GANHA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE

residencia multiprofissional em saúde

Com o objetivo de regulamentar a atuação de bolsistas em unidades de saúde do Estado, a Alerj aprovou o Projeto de Lei da Deputada Enfermeira Rejane, criando o programa de residência multiprofissional. Poderão se beneficiar do programa residentes de Enfermagem, Biomedicina, Ciências Biológicas, Educação Física, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional, Psicomotricidade, Estética e Saúde Coletiva.

Segundo a Deputada, é preciso preservar os residentes durante a especialização, evitando que neste período de formação sejam utilizados como mão de obra barata. Rejane alerta que há residentes que trabalham por 60 horas, mais do que um trabalhador celetista que trabalha por 44 horas. No programa, que estabelece também bolsa para os residentes, a carga horária será de 40 horas semanais, com duração mínima de dois anos.

O projeto tem 15 dias para ser sancionado pelo Governador.

Comente